quarta-feira, 13 de abril de 2011

A BÍBLIA E A DEPRESSÃO

A BÍBLIA E A DEPRESSÃO (Salmos 43.1-5; 1 Reis 19.1-7.)

A depressão é muito difícil de definir, porém é muito comum na vida das pessoas. Alguém escreveu que "nunca houve época melhor, em toda história da humanidade, para uma pessoa se sentir infeliz." Porém a depressão, que já foi chamada de "melancolia" tem sido reconhecida como uma situação comum há mais de três mil anos, em todas as partes do mundo e em todas as idades. Pessoas dos mais diversos níveis culturais já sofreram de depressão.

Depressão é difícil de definir, porque existem vários tipos de depressão e elas não são iguais em quantidade e qualidade, intensidade. Algúem definiu como um transtorno do humos, que influência todo o seu organismo, maneira de pensar e ver a vida. A depressão não é uma única coisa, mas muitas e a maneira que podemos ajudar alguém e nos ajudarmos vai exigir que desenvolvamos uma visão da sua origem, ou seja, o que pode estar causando esse sentimento ou tê-lo causado: É físico, psicológico, espiritual? Bem como precisamos da ajuda de Deus para entender o coração de uma pessoa deprimida.

O nome "depressão" não está na Bíblia. Entretanto, diversas passagens mostram pessoas que estavam em situação que expressaram seus sentimentos de tristeza e esperança: por exemplo, Salmos 69, 88, 102, 43, ou Elias em 1 Rs 19 e seu tratamento dado por Deus. Jeremias também escreveu um livro inteiro sobre lamentações. Jesus no getsêmani e sua angústia. (Mt 26.37-38). Ainda poderíamos citar Jó (Jo 3), Moisés (Nm 11.10-15). Portanto, não podemos jamais dizer que uma pessoa deprimida esteja possessa por demônios. Não podemos tirar conclusões precipitadas.

A depressão se manifesta através de sentimentos de tristeza, desânimo, desamparo e inutilidade. Além destas podemos citar outras, como: apatia e inércia, que tornam difícil dar o passo inicial de tomar decisões; fadiga geral, acompanhada de perda de energia física e conseqüentemente pode tirar o interesse pelo trabalho, sexo, religião, passatempos; perda de apetite; baixa auto-estima acompanhada de sentimentos de inutilidade e derrota; dificuldade de concentração; Tensão e ansiedade, ansiedade acerca de tudo e acerca de nada afinal, uma ansiedade que não existia antes e sem explicação; Medo. Existe a depressão mascarada, em que a pessoa tem muito dos sintomas citados acima, mas que diz não se sentir triste. Ao ajudar alguma pessoa assim devemos estar atento pois a pessoa, apesar de estar sorrindo, pode esconder por trás destes sintomas uma raiva reprimida, que a própria pessoa não admite e que, segundo a teoria tradicional, tem como alvo a própria pessoa.

A depressão pode ter diversas causas: físicas, por poucas horas de sono, sedentarismo, efeitos colaterais de medicamentos, doenças, má alimentação, TPM, depressão pós parto. Stress também pode levar a depressão (o stress é tudo aquilo que o homem criou para ele e não conseguiu atender, levando a uma ansiedade grave). Perdas também podem causar depressão: divórcio, morte, de uma oportunidade, de status, de bens. Ira, pecado e culpa. Conflito nos lares, entre pais e filhos, entre os conjugues.

Seus efeitos podem ser percebidos através de: Infelicidade e ineficiência; Doenças físicas - pois a depressão por uma tristeza que acompanha o luto, por exemplo, tende a diminuir o sistema imunológico do corpo, tornando o nosso organismo aberto a doenças. Uma outra conseqüência é o retraimento e baixa auto estima, e até mesmo, pode levar ao suicídio.

EXISTE MEIO DE AJUDAR ALGUÉM COM DEPRESSÃO?

Sim, mas a melhora de uma pessoa neste estado não é de uma hora para outra.Devemos ter consciência de que não somos profissionais formados na área, e não ter receio de aconselhar alguém nesta situação procurar um profissional da área, um psicólogo. Porém também devemos ter consciência que a igreja deve ter um papel importante para ajudar estas pessoas a se restabelecerem, pois a igreja tem um ministério de consolo e de cura. Podemos ver alguns fatores para aconselhar alguém (ou a nós mesmos):

Doenças físicas: nem sempre a origem é espiritual, pode ser causada por uma enfermidade física. Neste caso, uma consulta e tratamento médico podem ser o suficiente.
Procuramos também entender as outras causas: problemas na família? Estresse? Modo de pensar (Fp 4.8); Ira? Falta de perdão? Hebreus fala da raiz de amargura, que perturba e contamina outros (Hebreus 12.14-15). Ansiedade?

Podemos também confiar em Deus, lembrando quando ele sempre diz em sua palavra "Não temas". O fato de termos ciência de que Deus está no controle de tudo, nos traz esperança e confiança, mesmo diante das calamidades. Porém não é pelo fato de crer em Deus que não esteja sujeito a tristezas. Devemos ter consciência de encontrar dificuldades na vida, devemos ser realistas em relação a ela. Jesus no Getsêmani, por exemplo, na tristeza, confiou no Pai e não se desesperou quando foi enfrentar seu sofrimento. Devemos entender sobre o que a Bíblia fala sobre o perdão. Também é importante fazermos exercícios físicos.

Este tema, "depressão", é muito complexo por isso incentivamos aos irmãos e leitores a lerem e ouvirem mais sobre o assunto, e entender o que a palavra de Deus diz a respeito deste tema, e como estas pessoas superaram isto.

Deus continue vos abençoando.

Ev. Alan

Bibliografia:
White, John. As mascaras da melancolia. ABU editora.
COLLINS, Gary. Aconselhamento Cristão edição século 21. Vida Nova.
http://gballone.sites.uol.com.br/voce/dep.html#1

 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...